Topo
Quicando

Quicando

O Brasil de 2019 fez com que tóxico virasse um adjetivo do dia-a-dia

Juliana Kataoka

12/07/2019 11h39

O Brasil está vive um ano muito peculiar. A gente chegou no ápice de discutir relacionamentos saudáveis x relacionamentos abusivos e tóxicos.

Foi lançada a série Chernobyl.

O Brasil elegeu Jair Bolsonaro como presidente.

Este governo por sua vez é o atual recordista em liberação de agroTÓXICOS.

E as pessoas na internet estão chamando umas as outras de lixo tóxico e Chernobyl.


O que não é lá muito maneiro, afinal, uma tragédia sem precedentes, etc.

o almoço n tá pronto ainda puts q família tóxica

E as pessoas estão detectando toxidade dentro na família.

Na sociedade.

Cenas como estas estão sendo cada vez mais comuns!

Realmente, a gente não tem como não concordar mais.

Veja também:
Você também achou que o Gabriel Jesus falou em maconha e roupa do Ben 10?

Sem figurinhas no WhatsApp o brasileiro sentiu a vida escoar pelos dedos

Esse tutorial em um chinelo só pode ser obra de mentes diabólicas

Sobre as autoras

Juliana Kataoka, jornalista e redatora, trabalhou no BuzzFeed Brasil, em agências de publicidade e outros veículos. Não consegue sair das redes sociais, mas jura que tenta. Redes sociais: Twitter Facebook Instagram
Susana Cristalli, jornalista de formação, redatora de tudo um pouco e tradutora. Moradora da internet, acorda cedo pra varrer a calçada cheia de memes do dia anterior. Redes sociais: Twitter Facebook Instagram

Sobre o Blog

Vamos contar pra você, do nosso jeitinho, as histórias que mais quicaram na internet durante esta semana e que você talvez tenha perdido, ou não.