PUBLICIDADE
Topo

Quicando

Oito jornalistas mulheres atacadas por Bolsonaro desde o início do governo

Juliana Kataoka

08/03/2020 13h18

Neste post separamos apenas as mulheres jornalistas diretamente atacadas pelo presidente desde janeiro de 2019.

01. Em 10 de março de 2019, o presidente divulgou em sua conta oficial do Twitter um relato deturpado de uma conversa com a jornalista Constança Rezende, na época no jornal O Estado de S. Paulo, fazendo a cobertura do caso Queiroz.

02. Em 16 de maio de 2019, quando questionado sobre verba para educação, Bolsonaro atacou a Marina Dias, jornalista da Folha de S. Paulo, dizendo que o jornal não pode contratar "qualquer uma".

Veja também:

03. Em 07 de junho de 2019, ao ser questionado por Sylvia Colombo, da Folha de S. Paulo, sobre entrega de credenciais para uma mulher nomeada como embaixadora da Venezuela, tentou constranger a repórter e mudar o foco das perguntas se dizendo "apaixonado por ela".

04. Em 20 de julho de 2019, a jornalista Isadora Peron, do Valor Econômico, perguntou a Bolsonaro se polêmica com o Nordeste não poderia atrapalhar a votação da presidência e o presidente respondeu: "Pelo amor de deus, né? Se eu te chamar de feia agora acabou o mundo".

05. Em 21 de julho de 2019, Bolsonaro disse que a Miriam Leitão, jornalista e comentarista da Globo, mentiu ao dizer que foi torturada durante da ditadura militar.

06. Em 16 janeiro de 2020, se referiu à jornalista Thais Oyama como a "aquela japonesa" e disse também que "não sabe o que ela faz aqui no Brasil". Ela é autora do livro "Tormenta: O governo Bolsonaro: crises, intrigas e segredos".

07. Em 18 de fevereiro de 2020, Bolsonaro insultou com uma insinuação sexual a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S. Paulo. Ela é autora da matéria que revelou que empresas estavam enviando mensagens em massa pelo WhatsApp durante as eleições de 2018.

08. Em 27 de fevereiro, Vera Magalhães, jornalista e apresentadora do Roda Viva da TV Cultura, foi atacada pelo presidente em sua live semanal. Ela foi a primeira a noticiar que o presidente teria compartilhado vídeos que convocariam a população a participar de manifestações a favor do governo e contra o congresso em 15 de março.

Siga o Quicando nas Redes:

Agora o Quicando também é um podcast! Ouça no Spotify ou no YouTube.

Sobre as autoras

Juliana Kataoka, jornalista e redatora, trabalhou no BuzzFeed Brasil, em agências de publicidade e outros veículos. Não consegue sair das redes sociais, mas jura que tenta. Redes sociais: Twitter Facebook Instagram
Susana Cristalli, jornalista de formação, redatora de tudo um pouco e tradutora. Moradora da internet, acorda cedo pra varrer a calçada cheia de memes do dia anterior. Redes sociais: Twitter Facebook Instagram

Sobre o Blog

Vamos contar pra você, do nosso jeitinho, as histórias que mais quicaram na internet durante esta semana e que você talvez tenha perdido, ou não.

Quicando