PUBLICIDADE
Topo

Retrospectiva Quicando 2019: OS CANCELAMENTOS QUE MARCARAM O ANO

Juliana Kataoka

29/12/2019 17h16

O cancelamento virou a palavra que é sinônimo para o julgamento na praça pública da internet por ações e opiniões dos artistas e celebridades que contrariam o que é esperado pelos fãs.

E, como todo julgamento em praça pública, a coisa toda pode facilmente descambar para um apedrejamento – o que nunca é legal, por pior que tenha sido o vacilo.

Veja também:

De qualquer forma, entre os cancelados de 2019, estes aqui foram aqueles que se destacaram. Será que em 2020 esse pessoal aqui terá seu cancelamento revogado? Só o tempo dirá!

01. Carlinhos Maia.


Carlinhos Maia foi cancelado porque decidiu que não beijaria o noivo no casamento dele em respeito a quem se sentisse desrepeitado – convidados homofóbicos. Parte da comunidade LGBTQ considerou um tipo de homofobia internalizada e um desserviço por parte de um LGBTQ que atinge tantas pessoas. Na época, ele era detentor do segundo stories mais visto no mundo, só atrás do da Kardashian, Kylie Jenner.

02. Razer.


A Razer, empresa de acessórios para computador, foi cancelada quando uma de suas influenciadoras fez um tweet falando que homens são um lixo e começou a receber ameaças de morte – basicamente provando o ponto do que ela postou. Em vez de repudiar a atitude dos bullys, eles acharam que a melhor atitude a ser tomada era não renovar contrato com a influencer e ainda soltar este comunicado sobre a decisão.

03. MC Gui.


O MC Gui foi cancelado este ano ao fazer bulling com uma garotinha de peruca em stories gravado durante viagem à Disney.

04. TV Foco.


O TV Foco foi cancelado por fazer uma chamada sensacionalista sexualizando uma foto de Isis Valverde amamentando, postada pela atriz no Instagram. Depois da polêmica, outros artistas postaram manchetes igualmente ofensivas e sensacionalistas.

05. Lipe do "De Férias Com o Ex".


Pessoas dentro e fora do reality perderam a paciência com o machismo e o relacionamento abusivo de Lipe com suas ex-namoradas durante esta temporada do reality "De Férias Com o Ex".

06. Fernanda Gentili.


Fernanda Gentil foi cancelada por algumas aspas em entrevista dela para a Folha de S. Paulo. Algumas falas muito criticadas foram: "Eu não vou botar meu filho [vestido] de rosa só pra mostrar que eu sou modernosa". "Eu torço para ter um filho gay? Não. Infelizmente não torço". "Respeito quem acha um crime ter o beijo gay. Agora, não vai bater em quem beija, entendeu? [Respeito] quem infelizmente é racista. Agora, vai discriminar, bater, matar porque é de outra cor? Aí não".

07. Diego Hypolito.


Diego Hipólito foi cancelado após Jair Bolsonaro postar uma foto com o atleta. O presidente é autor de frases como "Não vou dar uma de hipócrita aqui. Prefiro que um filho meu morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí", além de criticado STF por criminalizar a homofobia.

08. João Guilherme.


O ator João Guilherme, 17, ex-namorado de Larissa Manoela, foi cancelado depois de fazer bullying contra uma mulher gorda na praia.

09. Silvio Santos.


Somente neste ano Silvio Santos completou o bingo do cancelamento praticando misoginia, gordofobia, racismo contra negros, asiáticos, homofobia e fazendo até saudação nazista em seu programa na TV.

Siga o Quicando nas Redes:

Sobre as autoras

Juliana Kataoka, jornalista e redatora, trabalhou no BuzzFeed Brasil, em agências de publicidade e outros veículos. Não consegue sair das redes sociais, mas jura que tenta. Redes sociais: Twitter Facebook Instagram
Susana Cristalli, jornalista de formação, redatora de tudo um pouco e tradutora. Moradora da internet, acorda cedo pra varrer a calçada cheia de memes do dia anterior. Redes sociais: Twitter Facebook Instagram

Sobre o Blog

Vamos contar pra você, do nosso jeitinho, as histórias que mais quicaram na internet durante esta semana e que você talvez tenha perdido, ou não.

Quicando