PUBLICIDADE
Topo

Pessoas estão intrigadas por família que tenta há 4 dias ressuscitar filha

Juliana Kataoka

18/12/2019 18h53

Corrente de orações, #wakeupolive, chega a seu quarto dia e divide opiniões na internet.

Kalley Heiligenthal. uma cantora da igreja Bethel da Califórnia, Estados Unidos, contou no Instagram que sua filha Olive parou de respirar enquanto dormia e foi declarada morta pelos médicos no último sábado (15).

Desde então, ela e amigos da igreja iniciaram uma vigília com o objetivo de fazer com que a garotinha de dois anos volte à vida por meio de suas preces. A vigília já dura quatro dias e o vídeo abaixo traz imagens das pessoas que estão acompanhando Kalley nesta corrente de orações.

Ver essa foto no Instagram

 

A day late but still thankful for her teeth. Also, I'm speaking tonight at @bethel and really thankful for that too. 📸: @anniebergflamez

Uma publicação compartilhada por kalley (@kalleyheili) em

A vigília originou a hashtag #wakeupolive. A corrente de preces rapidamente se popularizou no Twitter e no Instagram, inclusive no Brasil.

Acredita-se que a cantora gospel brasileira Luma Elpídio tenha sido uma das maiores divulgadoras da história por aqui. O post dela no Instagram sobre a história está com 38 mil curtidas.

Teve gente que ficou emocionada com o envolvimento das pessoas na causa.

Tem quem tenha decidido divulgar a corrente a partir da máxima de que "mal não vai fazer".

Mas o que com certeza está rolando é que as pessoas estão muito intrigadas!

Débora Lopes, que fez vários tweets falando sobre a história, falou um pouco sobre a igreja que os pais da garota fazem parte.

E o fato de que existe uma vaquinha para pagar as despesas médicas de Olive que já arrecadou mais de 40 mil dólares.

Algumas pessoas atentaram para o quão prejudicial pode ser essa movimentação toda para a saúde mental de quem por algum motivo perdeu seus filhos.

E quem esteja achando tudo uma absoluta e completa sandice!

E se perguntando o que vai definir que a hora de parar com a vigília.

Definitivamente essa é uma história que divide opiniões! Qual é a sua?

Siga o Quicando nas Redes:

Sobre as autoras

Juliana Kataoka, jornalista e redatora, trabalhou no BuzzFeed Brasil, em agências de publicidade e outros veículos. Não consegue sair das redes sociais, mas jura que tenta. Redes sociais: Twitter Facebook Instagram
Susana Cristalli, jornalista de formação, redatora de tudo um pouco e tradutora. Moradora da internet, acorda cedo pra varrer a calçada cheia de memes do dia anterior. Redes sociais: Twitter Facebook Instagram

Sobre o Blog

Vamos contar pra você, do nosso jeitinho, as histórias que mais quicaram na internet durante esta semana e que você talvez tenha perdido, ou não.

Quicando